Julho Amarelo 2020: o mês da Hepatite Viral

hepatite viral dr quelson coelho
80 / 100

O Julho Amarelo é uma referência ao mês em que encontra-se o Dia Mundial da Hepatite. Dia 28 de julho.  Neste Julho Amarelo de 2020, a OMS está concentrada no sonho realizável de um futuro sem hepatite viral. Lembrando ao mundo que é vital manter os serviços, inclusive durante a pandemia de COVID-19. Isto significa não deixar ninguém para trás e expandir o acesso a testes e tratamentos, especialmente para pessoas que podem não ser atendidas, como reclusos ou pessoas que usam drogas. É vital assegurar programas ininterruptos de vacinação contra a hepatite B e ampliar os serviços de teste e tratamento da hepatite B e C.

Globalmente, 325 milhões de pessoas vivem com Hepatite Crônica B e C. Elas afetam 15 milhões e 14 milhões de pessoas, respectivamente, no Brasil, e são as causas principais das cicatrizes hepáticas (cirrose hepática) e do câncer de fígado. Estas condições levam a mais de 170 000 mortes por ano no país, que poderiam ser prevenidas através de testes e tratamentos atempados e, no caso da hepatite B, vacinação.

Qual o objetivo do Julho Amarelo?

Em 28 de Maio de 2016, 194 Países assumiram o compromisso histórico de eliminar a hepatite viral até 2030. Na 69ª Assembleia Mundial da Saúde, os governos votaram unanimemente a adopção da primeira Estratégia Global para a Hepatite Viral, sinalizando o maior compromisso global em matéria de hepatite viral até à data.

A Estratégia estabelece uma meta de eliminação da hepatite B e C até 2030 e inclui um conjunto de metas de prevenção e tratamento que, se alcançado, reduzirá as mortes anuais em 65% e aumentará o tratamento para 80%, salvando 7,1 milhões de vidas em todo o mundo até 2030.

A Hepatite Viral mundial mata 1,4 milhões de pessoas por ano – mais do que o HIV ou a malária, e está entre as principais causas de cirrose hepática e câncer. Com vacinas e tratamentos eficazes para a hepatite B e uma cura para a hepatite C disponíveis, as metas delineadas na estratégia são viáveis e a eliminação da hepatite até 2030 é possível.

“A adoção da Estratégia da OMS para a Hepatite Viral sinaliza o primeiro passo para eliminar a hepatite viral, uma doença que afeta 400 milhões de pessoas em todo o mundo”. Parabenizamos os governos por demonstrarem grande ambição”. ” Raquel Peck, CEO da Aliança Mundial contra a Hepatite, disse. “Se os governos continuarem comprometidos, testemunharemos uma das maiores ameaças globais à saúde, eliminada dentro da nossa vida.”

Junte-se à campanha da OMS para o Julho Amarelo e o Dia Mundial da Hepatite 2020 nas redes sociais utilizando os hashtags #HepFreeFuture e #WorldHepatitisDay.

O que é Hepatite Viral?

A hepatite é uma inflamação do fígado, mais comumente causada por uma infecção viral. É uma das principais causas de morte em todo o mundo,  matando mais pessoas a cada ano que a AIDS e a malária juntas.

A hepatite viral não é encontrada em apenas um local; milhões de pessoas em todo o mundo estão vivendo com esta doença. Apenas 10% das pessoas que vivem com a doença estão cientes de seu diagnóstico, o que pode resultar no desenvolvimento de doença hepática fatal em algum momento de suas vidas ou, em muitos casos, na transmissão inconsciente da infecção para outras pessoas.

A hepatite viral mata 1,4 milhão de pessoas todos os anos  e  dois terços de todas as mortes por câncer de fígado  são causadas pelas hepatites B e C. Essas mortes são evitáveis; a disponibilidade de vacinas para as hepatites A, B e E, tratamentos eficazes para as hepatites A e B e uma cura para a hepatite C significa que podemos tornar a eliminação uma realidade até 2030.

Hepatite A

O que é Hepatite A?

A Hepatite A é uma hepatite viral que pode causar doenças leves a graves. A maioria das pessoas se recupera totalmente da hepatite A e desenvolve imunidade ao longo da vida após a infecção. No entanto, o vírus pode causar sintomas debilitantes, e uma pequena proporção de pessoas que contraem a hepatite A pode morrer de hepatite fulminante. As epidemias de hepatite A podem ser prolongadas e podem ter conseqüências econômicas e sociais significativas.

Hepatite A é contagiosa?

Nos países de baixa e média renda, a Hepatite A é transmitida principalmente pela ingestão de alimentos ou água potável contaminada pelas fezes de uma pessoa infectada. Também pode ser espalhada pela ingestão de mariscos crus provenientes da água contaminada pelo esgoto. As taxas de infecção são mais baixas em países de alta renda com boas condições sanitárias e higiênicas, mas surtos de hepatite A podem ocorrer entre homens que fazem sexo com homens, pessoas que injetam drogas e pessoas sem-teto.

Como previnir Hepatite A?

Existe uma vacina segura e eficaz para a Hepatite A. O risco de exposição também pode ser reduzido com um suprimento de água seguro e um saneamento melhorado. Você pode reduzir o risco de exposição lavando as mãos e evitando beber água ou comer alimentos provenientes de uma fonte potencialmente insegura.

Como tratar Hepatite A?

Não existe tratamento específico para a Hepatite A. Como o vírus da Hepatite A causa apenas hepatite aguda, o corpo geralmente é capaz de eliminar a infecção em algumas semanas, mas em alguns casos a recuperação pode levar várias semanas ou meses.

Hepatite B

O que é Hepatite B?

A Hepatite B é uma hepatite viral potencialmente fatal que ataca o fígado. O vírus da hepatite B pode causar doenças agudas e crônicas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 257 milhões de pessoas em todo o mundo vivem com hepatite B crônica e que quase 900.000 pessoas morrem como resultado do vírus a cada ano, principalmente por cirrose e câncer de fígado.

Como se pega Hepatite B?

A hepatite B é transmitida através do contato com o sangue ou outros fluidos corporais (ou seja, saliva, sêmen e fluido vaginal) de uma pessoa infectada. Em áreas altamente endêmicas, é mais comumente transmitida de mãe para filho no nascimento, ou de mãe ou filho infectado para um filho não infectado nos primeiros cinco anos de vida. Os bebês que contraem o vírus no nascimento ou dentro dos primeiros cinco anos de vida são muito propensos a desenvolver doenças crônicas.

A hepatite B não é transmitida casualmente. Não pode ser transmitido por assentos sanitários, maçanetas, espirros, tosse, abraços ou refeições com alguém com hepatite B.

Existe vacina para Hepatite B?

Existe uma vacina segura e eficaz contra a Hepatite B. A OMS recomenda que todas as crianças recebam a vacina contra hepatite B, de preferência dentro de 24 horas após o nascimento.

Se você não foi vacinado, pode reduzir o risco de exposição usando preservativos, evitando o compartilhamento de agulhas ou itens como escovas de dentes, lâminas de barbear ou tesouras de unhas e evitando tatuagens ou piercings em instalações não licenciadas.

Como tratar Hepatite B?

Medicamentos, incluindo agentes antivirais orais, são usados ​​para tratar a hepatite B crônica. Esses medicamentos suprimem a replicação do vírus e podem retardar a progressão da cirrose, reduzir a incidência de câncer de fígado e melhorar a sobrevida a longo prazo. No entanto, nem todos que vivem com hepatite B crônica precisarão de tratamento, e muitas pessoas em todo o mundo têm acesso limitado ao diagnóstico e atendimento.

Não existe tratamento específico para a Hepatite B aguda.

Hepatite C

O que é Hepatite C?

A Hepatite C é uma hepatite viral causada pelo vírus da hepatite C. É uma das principais causas de câncer de fígado.

A infecção pela Hepatite C pode ser aguda ou crônica e a gravidade pode variar de doença leve a curto prazo a uma doença grave, ao longo da vida e potencialmente fatal. Estima-se que haja 71 milhões de pessoas vivendo com hepatite C crônica em todo o mundo, um número significativo das quais desenvolverá cirrose ou câncer de fígado.

Hepatite C é contagiosa?

A Hepatite C é um vírus transmitido pelo sangue transmitido pelo contato sangue-sangue. É mais comumente transmitido através de práticas inseguras de injeção, compartilhamento de apetrechos para medicamentos, esterilização inadequada de equipamentos médicos e uso de produtos sanguíneos contaminados. Em casos raros, pode ser transmitida através de certas práticas sexuais e durante o parto.

Como evitar Hepatite C?

Não há vacinação contra a Hepatite C. Portanto, é necessário reduzir o risco de exposição, evitando o compartilhamento de agulhas e equipamentos de drogas, além de outros itens, como escovas de dentes, lâminas de barbear ou tesouras para unhas. Também é aconselhável evitar tatuagens ou piercings em instalações não licenciadas.

Hepatite C tem tratamento?

Muitas pessoas perguntam “a Hepatite C tem cura?”. A boa notícia é que a Hepatite C pode ser curada com tratamentos antivirais de ação direta (DAA) que geralmente têm poucos ou nenhum efeito colateral. A hepatite C é considerada “curada” se o vírus não for detectável no sangue três meses após o término do tratamento. Isso é conhecido como resposta virológica sustentada (SVR) e a maioria das pessoas permanece livre de vírus quando atingirem a SVR. No entanto, é possível contrair a hepatite C novamente após a cura, por isso é importante tomar medidas para se proteger da infecção.

Hepatite D

O que é Hepatite D?

A hepatite D é uma hepatite viral causada pelo vírus da hepatite D, que pode ser aguda e crônica. O vírus da hepatite D requer o vírus da hepatite B para sua replicação e afeta apenas pessoas que já têm hepatite B. A coinfecção por hepatite B / hepatite D é considerada a forma mais séria de hepatite viral crônica devido ao progresso mais rápido em direção ao câncer de fígado e morte relacionada ao fígado.

Como a hepatite D é transmitida?

A hepatite D é transmitida através do contato com sangue ou outros fluidos corporais.

Prevenção da hepatite D

Como a hepatite D afeta apenas pessoas que já vivem com hepatite B, pessoas que ainda não estão infectadas com hepatite B devem receber a vacinação contra hepatite B. Os bebês devem receber a vacina contra a hepatite B ao nascer assim que possível após o nascimento.

Você também pode reduzir a exposição, evitando o compartilhamento de agulhas e outros itens, como escovas de dentes, lâminas de barbear ou tesouras de unhas, ou fazendo tatuagens ou piercings em instalações não licenciadas.

As pessoas que vivem com infecção crônica pela hepatite B devem ser monitoradas regularmente quanto à coinfecção pela hepatite D, também conhecida como superinfecção.

Tratamento da hepatite D

As diretrizes da OMS geralmente recomendam interferon alfa peguilado por pelo menos 48 semanas, no entanto o tratamento geralmente não é muito eficaz.

Hepatite E

O que é Hepatite E?

A Hepatite E é uma hepatite viral aguda causada pelo vírus da hepatite E. A maioria das pessoas limpa a infecção dentro de duas a seis semanas, mas às vezes pode levar a hepatite fulminante, que pode ser fatal. Estima-se que haja 20 milhões de infecções por hepatite E a cada ano, levando a mais de três milhões de casos sintomáticos.

Como a Hepatite E é transmitida?

A Hepatite E é transmitida principalmente pela ingestão de alimentos ou água potável contaminada pelas fezes de uma pessoa infectada.

A hepatite E é mais comum em países de baixa e média renda que têm acesso limitado a serviços essenciais de água, saneamento, higiene e saúde. Ocorreram surtos em áreas de conflito e emergência humanitária.

Prevenção da hepatite E

Existe uma vacina para prevenir a hepatite E, mas ela não está amplamente disponível.

A propagação da hepatite E pode ser reduzida por meio de infraestrutura adequada de saneamento e água, incluindo padrões de qualidade para o abastecimento público de água e sistemas adequados de descarte de resíduos humanos.

Os indivíduos podem reduzir seu risco de exposição, mantendo boas práticas de higiene e saneamento (incluindo lavagem das mãos) e evitando a água potável proveniente de uma fonte potencialmente insegura.

Tratamento da hepatite E

Não há tratamento para a hepatite E. No entanto, geralmente é autolimitado.

Leia também:

https://drquelsoncoelho.com/esofagite/

7 Sintomas da Gastrite Crônica

Saiba tudo sobre Cirrose

Descubra o tratamento para a Doença do Refluxo

Artigos Recentes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *