Conheça a Dieta do Mediterrâneo

drquelsoncoelho_dieta_do_mediterraneo
82 / 100

A Dieta do Mediterrâneo baseia-se nos hábitos tradicionais de alimentação e culinária saudáveis dos países que fazem fronteira com o Mar Mediterrâneo.

Dieta do Mediterrâneo

Em 2003, 16 grupos de pesquisa espanhóis iniciaram um estudo de longo prazo destinado a descobrir os efeitos da Dieta do Mediterrâneo na prevenção de doenças cardiovasculares (DCV) em pessoas com alto risco de doença.

Conhecido como o estudo PREDIMED, ela foi conduzida até 2011, estudando cerca de 7400 adultos com alto risco de desenvolver DCV.

As descobertas deste e de outros estudos da dieta do mediterrâneo têm sido significativas, com resultados positivos para a saúde cardiovascular, juntamente com uma série de outros benefícios como o controle de peso, do diabetes, da síndrome metabólica, para a saúde do fígado e para a saúde mental.

COMO É A DIETA DO MEDITERRÂNEO?

A dieta é baseada em comer principalmente produtos à base de plantas, incluindo vegetais, frutas, grãos integrais, legumes, nozes, sementes, ervas e especiarias.

Incentiva a ingestão freqüente de peixes e mariscos, e consumo moderado de vinho com as refeições.

Baixa ingestão de carne vermelha, alimentos processados, leite e produtos lácteos e açúcares simples.

O óleo de oliva é incentivado como a principal gordura da culinária.

COMO FOI FEITO O ESTUDO PREDIMED?

Os 7400 indivíduos do estudo, homens de 55 a 80 anos e mulheres de 60 a 80 anos, foram distribuídos em três grupos:  1) dieta com baixo teor de gordura; 2) dieta mediterrânea suplementada com azeite virgem e 3) dieta mediterrânea suplementada com 30 gramas de nozes.

O foco para aqueles nas Dietas do Mediterrâneo foi introduzir mudanças em seu padrão alimentar geral, em vez de se concentrar em alimentos específicos ou micronutrientes.

PODEROSOS RESULTADOS

O estudo descobriu que a Dieta do Mediterrâneo suplementada com azeite virgem ou nozes pode fornecer uma série de benefícios para a saúde relacionados à DCV, diabetes, síndrome metabólica e saúde cerebral.

Esses incluem:

  • Um efeito anti-inflamatório no sistema cardiovascular

  • Redução de eventos cardiovasculares em pessoas de alto risco cardiovascular. Isso incluiu redução de infarto do miocárdio, de acidente vascular cerebral (AVC) e demorte por causas cardiovasculares.

  • Redução de diabetes, hipertensão, dislipidemia eobesidade

  • Redução da circunferência da cintura, particularmente em pessoas com diabetes

  • Redução da incidência de diabetes em comparação com aqueles que seguem a dieta com baixo teor de gordura, sem redução no peso corporal ou aumento no exercício físico.

  • Melhora da resistência à insulina

  • Menor prevalência da síndrome metabólica. A síndrome metabólica refere-se a um conjunto de condições que muitas vezes ocorrem em conjunto e que aumentam o risco de diabetes, acidente vascular cerebral e doença cardíaca. Estas condições incluem obesidade, pressão alta, triglicerídeos altos, baixos níveis de HDL (colesterol bom) e resistência à insulina.

  • Melhoria da saúde geral do cérebro e potencial parareduzir a perda cognitiva relacionada à idade, incluindodoença de Alzheimer e demência

  • Reversão da Gordura no Fígado

Mais recentemente, um estudo australiano (The SMILES Trial, Jacka, Opie et al 2017) mostrou que a dieta mediterrânea com azeite e nozes pode oferecer um poderoso meio de combater a depressão.

Um estudo com pessoas que sofrem de depressão clínica mostrou que 32% com dieta mediterrânea tiveram uma remissão nos sintomas de depressão, em comparação com apenas 8% no grupo controle recebendo cuidados padrão sem mudança de dieta.

Quanto mais de perto aderiram a uma dieta mediterrânea, menor é a pontuação para depressão e ansiedade.

Estas são descobertas significativas.

Leia também:

Gastrite: o que evitar?

Omeprazol causa demência?

Tudo que você precisa saber sobre a Esteatose

Gordura no Fígado: diagnóstico e tratamento

Saiba mais sobre o câncer de cólon!

Fonte:

[1] Primary Prevention of Cardiovascular Disease with a Mediterranean Diet: The PREDIMED Trial Test

Artigos Recentes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *