Câncer de estômago

drquelsoncoelho_cancer_de_estomago
88 / 100

O Câncer de Estômago começa quando as células cancerosas se formam no revestimento interno do estômago. A doença geralmente cresce lentamente ao longo de alguns anos.

___

Onde fica o estômago?

Depois que o alimento é mastigado e engolido, ele entra no esôfago, um tubo que transporta o alimento através da garganta e do peito até o estômago. O esôfago se junta ao estômago na junção gastroesofágica, que fica logo abaixo do diafragma (a fina folha de músculo respiratório sob os pulmões). O estômago é um órgão em forma de saco que mantém a comida e começa a digeri-la secretando suco gástrico. O alimento e o suco gástrico são misturados e depois esvaziados na primeira parte do intestino delgado chamado duodeno.

Algumas pessoas usam a palavra estômago para se referir à área do corpo entre o peito e a área pélvica. O termo médico para esta área é o abdômen. Por exemplo, algumas pessoas com dor nesta área diria que eles têm uma “dor de estômago”, quando na verdade a dor poderia estar vindo do apêndice, intestino delgado, cólon (intestino grosso), ou outros órgãos na área. Os médicos chamariam este sintoma de dor abdominal, porque o estômago é apenas um dos muitos órgãos no abdômen.

O câncer de estômago não deve ser confundido com outros cânceres que podem ocorrer no abdômen, como câncer de cólon (intestino grosso), fígado, pâncreas ou intestino delgado, pois esses cânceres podem ter diferentes sintomas, diferentes perspectivas e diferentes tratamentos.

Se você conhece os sintomas que causa, você e seu médico poderão detectar isso cedo, quando é mais fácil de tratar.

___

O QUE CAUSA CÂNCER DE ESTÔMAGO?

Os cientistas não sabem exatamente o que faz com que as células cancerosas comecem a crescer no estômago. Mas eles sabem algumas coisas que podem aumentar seu risco para a doença. Um deles é infecção com uma bactéria comum, H. pylori, que causa úlceras. A Gastrite Atrófica e os Pólipos no estômago também pode aumentar as chances do aparecimento de Câncer de Estômago.

Outras coisas que parecem desempenhar um papel no aumento do risco incluem:

  • Tabagismo
  • Sobrepeso ou obesidade
  • Uma dieta rica em alimentos defumados, em conserva ou salgados
  • Cirurgia no estômago
  • Sangue Tipo A
  • Infecção por vírus Epstein-Barr
  • Alterações genéticas
  • Trabalho em indústrias de carvão, metal, madeira ou borracha
  • Exposição ao amianto
Resultado de imagem para estomago cancer

___

No início, o Câncer de Estômago pode causar:

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DO CÂNCER DE ESTÔMAGO?

  • Má digestão
  • Sentir-se inchado depois de comer uma refeição
  • Azia
  • Enjoôs
  • Perda de apetite

Apenas ter má digestão ou azia após uma refeição não significa que você tenha câncer. Mas se sentir muito estes sintomas, fale com o seu médico. Ele pode ver se você tem outros fatores de risco e testá-lo para procurar qualquer problema.

À medida que os tumores do estômago crescem, você pode ter sintomas mais sérios, como:

  • Dor de estômago
  • Sangue nas suas fezes
  • Vômitos
  • Perda de peso sem motivo
  • Problema na deglutição
  • Olhos ou pele amarelada
  • Inchaço no estômago
  • Constipação ou diarréia
  • Fraqueza ou sensação de cansaço
  • Azia

___

COMO FAZER O DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE ESTÔMAGO?

O seu médico fará um exame físico. Ele também irá perguntar sobre sua história médica para ver se você tem algum fator de risco para Câncer de Estômago ou qualquer familiar que tenha tido isso. Então, ele pode pedir alguns exames, incluindo:

Exames de sangue: para procurar sinais de câncer em seu corpo.

Endoscopia Digestiva Alta: O médico irá colocar um tubo fino e flexível com uma pequena câmera pela garganta para olhar para o estômago.

Tomografia computadorizada: Esta é uma poderosa radiografia que faz imagens detalhadas do interior do seu corpo.

Biopsia: Seu médico tira um pequeno pedaço de tecido do estômago para olhar no microscópio para detectar sinais de células cancerosas. Ele pode fazer isso durante uma endoscopia.

___

QUAL É O TRATAMENTO PARA O CÂNCER DE ESTÔMAGO?

Muitos tratamentos podem combater o Câncer de Estômago. O que você e seu médico escolherão dependerá de quanto tempo você tenha tido a doença ou quanto ela se espalhou em seu corpo.

Cirurgia: O médico pode remover parte do seu estômago ou outros tecidos nas proximidades que possuem células cancerígenas. A cirurgia se livra do tumor e impede o câncer de se espalhar para outras partes do seu corpo. Se a sua doença está em estágio mais avançado, seu médico pode precisar remover todo o estômago.

Alguns tumores podem evitar que os alimentos se movam para fora do estômago. Nesse caso, você pode ter que usar uma sonda para poder se alimentar.

Quimioterapia: As drogas matam suas células cancerosas ou impedem que elas cresçam. A quimioterapia geralmente leva várias semanas. As drogas podem causar efeitos colaterais, mas seu médico pode ajudá-lo a encontrar maneiras de se sentir melhor durante o tratamento.

Radioterapia: As ondas ou partículas de alta energia podem matar células cancerosas e diminuir tumores. O médico pode usar uma radiografia ou outra máquina para irradiar radiação no local onde o tumor está.

Quimioradiação: O médico pode usar essa mistura de quimioterapia e radioterapia para diminuir seu tumor antes da cirurgia. ___

COMO POSSO EVITAR O CÂNCER DE ESTÔMAGO?

É quase impossível evitar o Câncer Estômago, contudo existem alguns hábitos que podem ser evitados pois são potenciais causadores desse mal no estômago.

Nas últimas décadas, uma crescente redução dos casos de câncer estômago pode estar relacionada aos novos hábitos alimentares que as pessoas adquiriram ao longo do tempo, bem como a uma maior facilidade na preservação das propriedades dos alimentos, com o avanço das tecnologias de refrigeração e armazenagem.

Neste artigo, trazemos 7 dicas para você tentar manter esse mal longe do seu organismo. Confira:

  1. Trate o H pylori
  2. Cuide da alimentação
  3. Faça suplementação combinada
  4. Controle a obesidade
  5. Evite o fumo
  6. Tome aspirina
  7. Analise a hereditariedade
  8. Faça um check-up regularmente

___

1. Trate o H pylori

Se você tem úlceras por causa de infecção por H. pylori, faça um tratamento. Os antibióticos podem matar as bactérias, e outras drogas curarão as feridas no revestimento do estômago para reduzir seu risco de câncer.

2. Cuide da alimentação

Evitar o consumo de peixes e carnes em conserva, alimentos demasiadamente salgados e outros defumados são algumas recomendações médicas. Por outro lado, consumir uma alimentação rica em legumes, verduras e frutas, é um ótimo começo para evitar o câncer estômago.

Frutas cítricas, tais como o limão e a laranja, são bastante indicados por serem boas fontes de vitamina C, que é antioxidante e, assim, previne os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular e o câncer.

Por fim, não é preciso eliminar as massas do cardápio, mas é de suma importância que elas sejam feitas à base de grãos integrais. Da mesma forma, é encorajado o consumo de cereais, grãos, além de carne branca (peixe e frango).

O consumo de carne vermelha em excesso, bem como de carne processada (salames, presuntos, linguiças e outros) deve ser evitado, uma vez que pode desencadear o câncer de estômago, em razão da pouca incidência dos radicais livres.

___

3. Faça suplementação combinada

Combinar antioxidantes, tais como vitaminas A, C e E além de selênio mineral, pode ajudar a reduzir o risco de câncer de estômago quando a pessoa não é capaz de manter uma alimentação devidamente balanceada.

___

4. Controle a obesidade

A obesidade tem alguma relação com o câncer de estômago, porém manter uma atividade constante com o corpo, mesmo quando obeso, é um passo importante rumo à prevenção do câncer estômago. É preciso procurar um médico para tratá-la o mais rapidamente possível e tentar manter o peso sempre no valor ideal ou próximo disso, combinando uma dieta saudável com a prática de exercícios físicos.

___

5. Evite o fumo

Em fumantes, o risco de câncer de estômago é exponencialmente maior, incluindo casos em que ele aparece como uma metástase de um câncer no esôfago. Além disso, o tabagismo aumenta o risco de desenvolvimento de diversos outros tipos de câncer.

___

6. Tome aspirina

Segundo estudos, o consumo de aspirina ou de anti-inflamatórios não esteroides, como o naproxeno e o ibuprofeno, evita o surgimento das células cancerígenas no estômago. Contudo, vale consultar um médico, pois tais medicamentos também podem provocar hemorragia e outros graves riscos.

Geralmente, esses medicamentos entram como um “plus” no combate ao câncer de estômago em pacientes que os utilizem no tratamento de uma artrite, por exemplo.

___

7. Analise a hereditariedade

O câncer de estômago tem uma porcentagem pequena de casos relacionados à hereditariedade.

Geralmente, quando há uma grande incidência de casos da doença na família, é recomendada a realização de um exame genético. Se o exame genético detectar que o gene CDH1 dessa pessoa se encontra em uma forma irregular, o médico recomendará medidas para evitar que o câncer se desenvolva.

___

8. Faça um check-up regularmente

Muita gente não gosta de ir ao médico, mas fazer um check-up completo ao menos uma vez ao ano ajuda no combate e no diagnóstico rápido de várias doenças, inclusive do câncer de estômago, que, detectado em estágio inicial, terá um tratamento mais rápido e eficaz.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como gastroenterologista em Belo Horizonte!

___

Leia também:

___

Fonte: [1] https://www.webmd.com/cancer/stomach-gastric-cancer

Artigos Recentes

4 Responses

  1. boa noite dr. gosto de suas reportagens. toda vez que você posta eu leio,
    tenho uma hérnia no estômago não dói , só de vez em quando .
    tomo um omeprazol e passa mas não faço uso .porque faz mal. de dois em dois anos faço endoscopia e biópsia

    1. Olá Carmem,
      Que bom que você acompanha sempre os artigos!
      Evite o uso frequente de Omeprazol mesmo. E controle sempre com seu Gastroenterologista.
      Abraços!

  2. Boa noite Dr.
    Tenho gastrite crônica ata anos e se eu ficar 3 dias sem pantoprazol a azia e queimação acabam comigo!
    Hoje mesmo com pantoprazol, estou tendo.mt refluxo, não dá queimação mas a garganta está ficando irritada e incomodando bastante e isso já tem 8 meses.
    Já fui em gastro, otorrino, clínico, e só me mandam tomar o pantoprazol e mudar alimentação, faço isso e não está adiantando.
    Estou diminuindo alimentação mas qualquer coisa que como me incomoda.
    Sou muito ansioso no normal e esse incomodo aumenta ainda mais essa ansiedade.
    O Sr tem alguma dica p me ajudar?

    1. Olá Eduardo,
      Isso está parecendo Dispepsia Funcional (veja em: drquelsoncoelho.com/gastrite-nervosa-dispepsia-funcional). Veja com um bom Gastroenterologista e tente fazer o tratamento correto. Existem ótimos medicamentos que podem resolver os seus sintomas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *