10 fatos importantes sobre a intolerância à lactose

Pessoas com intolerância à lactose são incapazes de digerir completamente o açúcar (lactose) no leite. Como resultado, eles têm diarréia, gás e inchaço após comer ou beber laticínios. A condição, que também é chamada de má absorção da lactose, é geralmente inofensiva, mas seus sintomas podem ser desconfortáveis.

A deficiência de lactase – uma enzima produzida no seu intestino delgado – é geralmente responsável pela intolerância à lactose. Muitas pessoas têm níveis baixos de lactase, mas são capazes de digerir produtos lácteos sem problemas. No entanto, se você é realmente intolerante à lactose, sua deficiência de lactase leva a sintomas após a ingestão de laticínios.

A maioria das pessoas com intolerância à lactose pode controlar a condição sem ter que desistir de todos os laticínios.

 

Quando bebemos leite ou temos um produto à base de leite, a lactase no intestino decompõe o açúcar do leite. Em seguida, ele é absorvido pelo corpo através dos intestinos.

Mas as pessoas que são intolerantes à lactose não têm isso tão fácil. Nelas, a lactose não se decompõe. Em vez disso, ele passa para o cólon, onde se mistura com bactérias normais e fermentos. Pode causar gases, inchaço e diarreia.

Há alguns passos que você pode tomar para se testar:

Fique sem leite ou produtos lácteos durante algumas semanas.
Se os seus sintomas desaparecerem, traga os produtos lácteos de volta à sua dieta um pouco de cada vez para tomar nota de como você reage.
Se os seus sintomas continuarem depois de cortar os produtos lácteos – ou se eles voltarem – consulte o seu médico para saber o que se passa.

Acredite ou não, a maioria dos adultos em todo o mundo não consegue digerir o leite – 40% dos humanos deixam de produzir lactase suficiente para digerir o leite entre 2 e 5 anos de idade.

 

1)    A intolerância à lactose é uma desordem comum causada pela incapacidade de digerir a lactose, um carboidrato encontrado no leite e nos produtos lácteos.

2)   A intolerância à lactose geralmente causa sintomas de inchaço, flatulência, diarreia e dor abdominal. Evitar leite e outros produtos lácteos alivia a maioria dos sintomas de intolerância à lactose.

3)   As moléculas de lactose não podem ser diretamente absorvidas pelo corpo. Portanto, a lactose tem de ser dividida em moléculas menores para ser absorvida e transportada através da parede dos intestinos.

4)    Normalmente, a lactose é quebrada por uma enzima (proteína que acelera as reações químicas no corpo) chamada lactase. Esta enzima está localizada no revestimento dos intestinos e ajuda a quebrar a lactose em seus componentes menores: glicose e galactose. Estas duas moléculas menores são mais facilmente absorvidas pelo corpo e usadas para o metabolismo.

5)    A intolerância à lactose é causada por uma deficiência da lactase na parede intestinal. Como resultado, toda a molécula de lactose viaja sem ser digerida nos intestinos delgado e grosso. As moléculas de lactose atraem água para os intestinos (por um processo semelhante à osmose). Isto resulta em um trânsito mais rápido através dos intestinos, tornando assim o processo de digestão ainda mais difícil.

6)    Eventualmente, as bactérias presentes no intestino grosso (cólon) começam a digerir (fermentar) a molécula de lactose utilizando sua própria enzima lactase, produzindo gás hidrogênio e moléculas menores como subprodutos.

A combinação destes processos leva aos sintomas de intolerância à lactose:
  •  Inchaço
  • flatulência,
  • diarreia e
  • dor abdominal.

7)    Os níveis de enzimas de lactase são mais elevados após o nascimento e, gradualmente, diminuem depois.

8)    Uma maneira de tratar a intolerância à lactose é evitar produtos lácteos. No entanto, isso pode resultar em uma falta de nutrientes importantes e vitaminas, como cálcio, vitamina D, riboflavina e proteínas. Algumas pessoas usam leite sem lactose ou substitutos do leite, como soja ou leite de arroz. A maioria das pessoas com baixos níveis de enzimas de lactase pode tolerar pequenas quantidades de produtos lácteos ao mesmo tempo (60-120mL) e obter sintomas apenas com doses maiores (180mL ou mais).

9)    Existem suplementos que contém lactase e podem ser usadas para diminuir os efeitos da intolerância a lactose. Para fazer efeito, esses suplementos de lactase devem ser dissolvidos nos alimentos com lactose ou devem ser ingeridos juntos como os alimentos. Pergunte seu médico a melhor forma de ingerir esse suplemento.

10)    Os suplementos com lactase geralmente tem muito poucos efeitos colaterais. Uma reação alérgica muito grave a este suplemento é rara. Se tiver problemas de saúde, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de utilizar este produto.

Leia também:

Síndrome do intestino irritável: diagnóstico e tratamento

Síndrome do Intestino Irritado: dieta para aliviar os sintomas

Quais os sintomas após a retirada da Vesícula?

Você pode ter Intolerância ao Glúten?

Gastrite: sintomas, causas e tratamentos

Doença Celíaca: descubra se você pode ter

Intestino Irritável: conheça todos os detalhes dessa síndrome!

Fonte: www.uptodate.com


Publicado

em

por

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *